quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Vesperal

Na esteira de Lula, cuja vida foi resumida num filme – Lula, Filho do Brasil, Sarney está atrás de um cineasta para filmar a sua historia pessoal.

Glauber Rocha, o consagrado autor de Terra em Transe e de O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro, o primeiro inspirado no coronelismo político malhado de populismo e o segundo contando uma saga de cangaceiros, e que admirava muito a Sarney, morreu.

Silvio Tendler, o bem sucedido diretor de Os Anos JK, de Jango e que agora produz um documentário sobre a vida e morte de Tancredo, já teria sido sondado.

Tendler, é bom lembrar, foi o autor de elogiado clipe da campanha de Jackson, no segundo turno, no Maranhão, em 2006, quando Sarney foi derrotado nas urnas, no segundo turno. O talentoso Tendler foi também o cineasta preferido por Brizola.

Um comentário:

Valter disse...

Há tempos não temos um bom filme sobre a máfia. Se a história de vida deste senhor for contada em detalhes, poderemos ter o mais surpreendente e violento filme sobre o tema. Mais até que O Poderoso Chefão.