quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Pergunta Dora

Com os créditos de sua isenção e profissionalismo, Dora Kramer, articulista de O Estado de São Paulo, pergunta hoje, encimando o texto com o titulo abaixo:

A escolhida

Se a ministra Dilma Rousseff não pode dar uma entrevista sem incorrer no risco do desastre, se precisa ser escondida numa situação adversa, se para concorrer a uma eleição necessita que sejam removidos todos os obstáculos de seu caminho e ainda precisa de alguém que lhe transfira votos, é de se perguntar com que atributos pessoais e políticos Dilma governará o Brasil.

A menos que tenha sido escolhida para, em caso de vitória, fazer mera figuração como presidente de direito enquanto Lula preside o Brasil ao molde de um terceiro mandato de fato.

2 comentários:

nina disse...

Quanto lucidez para tratar de tanto nosense!

Ritoca disse...

Prezado Vidigal: Dora Kramer sempre muito sensata em suas análises de nosso cenário político. Não sei o que é pior: 1) Se a tentativa do PT de "dourar a pílula" (ou "enfeitar o pavão", como meu irmão gosta de dizer) - usando sua assessoria de marketing para criar uma imagem açucarada da "Dilminha paz e amor", que a ministra da Casa Civil está longe de ser - ou 2) Se o fato de sabermos que por trás dela, em caso de vitória nas eleições de 2010, estará a figura do presidente Lula (eminência parda), como salientou Dora Kramer em sua coluna... E a dança das cadeiras mal começou... Agora é esperar para ver!